Comportamento Treino

Fases de vida de um cão

Os cães desenvolvem-se a um ritmo diferente dos humanos, tornando-se adultos em poucos anos de vida. Necessitam geralmente entre dois a três anos para amadurecerem, sendo o primeiro ano uma sucessão rápida e crítica de várias etapas do crescimento mental e físico do cachorro. A única forma de criar um cão equilibrado é respeitar as diversas fases de crescimento e agir, educando e brincando, de acordo com o desenvolvimento do animal.

Período neo-natal: do nascimento até 12 dias de vida

É a fase em que o cachorrinho depende exclusivamente da sua mãe. Com esta idade não consegue controlar sozinho a temperatura de seu corpo, precisa de estimulação física para fazer xixi e cocô, e não vê ou ouve, mas já sente o cheiro da mãe. Os sentidos que se encontram desenvolvidos são apenas o tacto e o olfacto, que guia o cachorro até às tetas da mãe.

Período de Transição: de 13 a 20 dias de vida

Nesta fase o filhote passa por diversas mudanças físicas. Os olhos abrem, começa a “rastejar”, já consegue ouvir, e, por volta do 20º dia já aparece o primeiro dente.

Esta fase é sempre emocionante e quem a presencia, geralmente nunca esquece. Neste período de transição, entre a segunda e terceira semanas, o cachorro abre os olhos pela primeira vez e começa a aperceber-se de que existe luz e som à volta dele. Os primeiros passos ocorrem nesta altura, embora não o levem longe devido à falta de força e descoordenação. O cachorro que não passava de pele enrugada e sensível começa agora a dar provas de que está vivo e de que quer explorar o mundo. Pode ir pegando nos cães, apenas para se irem habituando às pessoas, mas nunca durante mais de 10/20 segundos.

Período de Reconhecimento: de 21 a 28 dias de vida

Só agora ele começa a usar os seus sentidos de audição e visão. Pode reconhecer movimentos e objectos. Ainda precisa muito da mãe e irmãos para se sentir seguro e, porque estas percepções sensoriais ocorrem de forma excepcionalmente abrupta, é muito importante que o ambiente em que ele vive seja calmo e estável.

Período de Socialização Canina: de 21 a 49 dias de vida

O cão inicia o processo de socialização por volta das três semanas. A partir da quarta semana e até atingir um ano de idade, o contacto que o cão desenvolver com outros cães e pessoas vai marcá-lo profundamente. As brincadeiras que o cão tem com os irmãos são cruciais: é através delas que aprende a inibir as dentadas, coordenação física e como interagir com outros. Os cães não devem ser retirados deste ambiente até completarem pelo menos dois meses, uma vez que os cães com saídas precoces tendem a ser mais ansiosos, barulhentos e mesmo agressivos. Idealmente, deveriam permanecer com a mãe até atingirem os dois meses e meio/três meses de idade.

Período de Socialização com Humanos: de 7 a 12 semanas de vida

Este é o melhor período para o filhote se juntar à sua nova família. Esta também é a melhor época para introduzi-lo às coisas que farão parte da sua vida. Por exemplo, automóveis, outros animais, crianças, idosos, sons, etc. Tudo aprendido nesta fase é permanente.

Quando o cachorro atinge os dois meses, pode lentamente ser ensinado a fazer as necessidades no sítio apropriado, bem como as outras “regras da casa”. Contudo, não deverá ser demasiado exigente, uma vez que os cachorros ainda não controlam perfeitamente as funções corporais. Devido à falta de vacinas, o cão ainda não deve ser passeado. Para além disso, os pequenos estão prestes a entrar na “fase do medo”, que poderá durar até aos três meses de idade.

Primeiro Período do Medo: de 8 a 11 semanas de vida

Nesta fase, os cachorros reagem com medo a situações novas, mas também se mostram receosos perante pessoas ou objectos já conhecidos. Um tratamento mais duro pode marcar negativamente o cão. Mais do que nunca, esta é a altura para investir no reforço positivo e nas experiências positivas com outros cães e pessoas.

Neste período qualquer experiência traumática, dolorosa ou assustadora vai ter um impacto mais duradouro do que em qualquer outra fase da vida do animal.

Período do “rebelde sem causa”: de 13 a 16 semanas de vida

É quando o “pequeno meliante” resolve testar toda a paciência dos seus donos. Ele vai tentar morder-te, mesmo que pareça de brincadeira e testar. Este é o melhor período para iniciar o treinamento de Obediência Básica para Filhotes.

Com o passar das semanas, pode começar a treiná-lo: senta, deita, fica, vem e também habituá-lo à trela, etc. É também entre os dois e os três meses que o cão começa a testar os limites os dono, para saber “até onde pode ir”. O cão está na altura de aprender a comportar-se e se não lhe der a devida educação, ele próprio estabelece os seus limites, o que nunca é uma boa notícia para o dono. Não o deixe entrar em brincadeiras mais duras seja com adultos ou crianças. Apesar de controlar perfeitamente um cão deste tamanho, as brincadeiras que tem com ele agora permanecem ao longo da vida e caso tenha um cão de grande porte, será difícil eliminar esses hábitos. Mesmo que tenha um cão de porte pequeno, ele poderá tentar brincar dessa forma com crianças ou mesmo com visitas, o que à partida é um comportamento indesejado.

Período das “Escapadelas”: de 4 a 8 meses de vida

Se você ainda não ensinou ao seu filhote a vir quando chamado, este é o momento. Nesta idade ele desenvolve uma “surdez selectiva” que pode durar de poucos dias a várias semanas. É muito importante que os donos saibam como reagir nesta fase para evitar que seu cachorro se torne um eterno fujão.

Ao crescerem, os cachorros começam cada vez mais a tornarem-se independentes e na fase da adolescência, vão tentar fugir e passear sozinhos, por isso nunca solte o cão fora de propriedades vedadas. O cão está a amadurecer sexualmente e as hormonas estão um pouco descontroladas, o que influencia essa atitude rebelde.

Segundo Período do Medo: de 6 a 14 meses

É quando o cachorro começa a ficar relutante em se aproximar de coisas ou pessoas novas ou até mesmo já conhecidas. O mais importante é que os donos não forcem o cão nestas situações, e nem tentem consolá-los, deixando que ele resolva sozinho que não há motivo para ter medo. O treinamento de obediência nesta época ajuda a construir a auto-confiança do cachorro.

Maturidade: de 1 a 4 anos de vida (varia entre as raças)

Para a maioria das raças a maturidade (inclusive a sexual) ocorre entre 1,5 e 3 anos de idade, sendo que raças pequenas tendem a amadurecer mais cedo do que os cães grandes.

Os cães não se tornam adultos ao mesmo tempo, mas geralmente entre 18 meses e três anos acabam mesmo por sair da fase rebelde. As raças de maior porte têm um período de adolescência mais longo, demorando mais tempo chegar à idade adulta. Os cães adultos põem novamente o dono “à prova”, mas se o dono tiver cumprido o treino através do reforço positivo – dando recompensas quando mostram um bom comportamento – facilmente conseguirá ultrapassar este período. Continue a brincar com o animal e desfrute do tempo que passam juntos. O treino nunca deve ser negligenciado, mesmo em idade adulta. Caso tenha acompanhado as várias etapas do cachorro e agido em conformidade com a idade, o seu animal deverá tornar-se num cão equilibrado, fiel ao dono e sobretudo companheiro.

Este período é normalmente marcado com um aumento na agressividade e um novo teste da autoridade do líder. O aumento da agressividade não é necessariamente uma coisa negativa. Muitos cães que eram excessivamente amistosos com estranhos passam a ser óptimos cães de guarda. Sem dúvida nenhuma, esta é uma fantástica oportunidade para uma reciclagem no treinamento de Obediência Básica (agora para Cães Adultos).